Classificados

  • VENDE-SE Trator Jonh Deere 6120

    VENDE-SE

     

    Trator Jonh Deere 6120

    Com todas as alfaias necessárias à actividade agrícola

     

    Contato - 969980408

    0€


    No dia 23 de Maio de 1974, nas instalações do Grémio da Lavoura do Distrito de Angra do Heroísmo, foi promovida uma reunião pelo lavrador Senhor José Gabriel Dinis Toledo, para discutir o enquadramento da lavoura no momento político e na qual foi ainda explicado em que consistiam as Associações de Lavradores.

    Desde logo foi nomeada uma Comissão ad-hoc, constituída pelos Senhores José Gabriel Dinis Toledo, Mateus Rodrigues Coelho, Manuel Borges Duque e Bento da Silva Vaz, vindo esta, a reunir no dia 7 de Julho de 1974 com a presença de cerca de 400 lavradores, com o objectivo de dar prosseguimento ao estabelecido na reunião anterior, onde foi apresentado um projecto de estatutos para a constituição duma futura Associação. Ficou então acordado um calendário de reuniões a realizar em todas as freguesias da ilha, com o fim de esclarecer e adaptar os estatutos presentes à vida da lavoura.

    No dia 25 de Agosto, a referida Comissão voltou a reunir, para discutir as alterações a introduzir nos estatutos da dita Associação.

    Esta reunião, para além dos cerca de 300 lavradores presentes, contou, também, com a presença do então Governador Civil, o qual se congratulou com o facto da lavoura ter decidido organizar-se para defender os seus interesses.

    Após largas horas de trabalho, foi então constituída por escritura pública, no Cartório da Secretaria Notarial de Angra do Heroísmo, aos 26 de Junho de 1975, a Associação dos Agricultores do Distrito de Angra do Heroísmo tendo como sócios fundadores os Senhores Francisco Martins Nunes Gonçalves e João Miguel Borges Monteiro, ambos da freguesia das Fontinhas, Dimas Manuel Rocha Alves, natural de Santa Bárbara, Francisco de Sales Violante e Bento da Silva Vaz, da freguesia de Vila Nova, José Borges de Freitas, das Lajes, João Zacarias Meio do Couto, natural da freguesia dos Altares, Manuel Gonçalves Correia de Melo Júnior, da Serreta, Duarte Manuel Rocha Pires, da freguesia da Agualva, José Aurélio Martins Mendonça e Euclides de Sousa Quadros, da freguesia de Santa Cruz e Diamantino Silveira Candeias das Cinco Ribeiras.

    Estes, vieram a reunir aos 4 dias de Dezembro de 1975 para a eleição e posterior tomada de posse dos directores da referida Associação para o ano de 1976, ficando a Direcção constituída por cinco elementos, sendo o Presidente o Senhor Francisco de Sales Violante, o Secretário o Senhor Gaspar Baldaya de Rego Botelho, o Tesoureiro o Senhor António Fernando Menezes Ázera e como suplentes os Senhores Luís Luciano Nunes Cardoso e António Rodrigues Nunes. Esta Direcção será substituída no dia 27 de Fevereiro de 1977, após a eleição e tomada de posse dos novos corpos gerentes para o referido ano, os quais permaneceram até finais de 1982.

    Assim, o Senhor José Gabriel Dinis Toledo, ocupará o cargo de Presidente, ficando os Senhores Mateus Rodrigues e Francisco Simões Vieira Ribeiro, sem cargos definidos e como elementos substitutos os Senhores Manuel Lopes Martins e Agostinho Eleutério Ferreira Barcelos.

    No dia 23 de Outubro de 1982, reuniram em Assembleia Geral para eleição e Tomada de Posse de uma Comissão Administrativa, a eleger no máximo por dois anos, para proceder a uma reorganização dos serviços administrativos e inscrição de novos associados, de forma a poderem contar com receitas indispensáveis ao bom desempenho dos mesmos serviços.

    A Direcção ficou constituída sem cargos definidos pelos Senhores António José Pinheiro Quinto, João Isidro Toste Cardoso e Alberto Ferreira de Sousa Dinis.

    Em 22 de Dezembro de 1984 realizou-se uma Assembleia Geral Extraordinária, para apresentação dos novos estatutos e eleição e tomada de posse duma Comissão Administrativa, eleita por um prazo máximo de quatro anos, com a finalidade expressa de proceder a uma reorganização completa da Associação, ficando empossados os Senhores José Luciano Carvalho Toste, José Gabriel Martins Coelho Lopes, José Francisco Ponceano de Melo, Duarte Manuel Rocha Pires, Humberto Orlando da Costa Freitas, respectivamente nos cargos de Presidente, Secretário, Tesoureiro e Suplentes.

    Fica, então, esta Comissão encarregue de disponibilizar os meios necessários para a realização de um estudo de alteração aos estatutos da Associação. Estes foram apresentados na Assembleia Geral de 31 de Maio de 1985, passando a Associação a partir de agora a designar-se Associação Agrícola da Ilha Terceira, designação esta que foi alterada no Cartório Notarial da Praia da Vitória, no dia 4 de Janeiro de 1989. A partir desta altura a Associação contará com mandatos de três anos.

    Na Assembleia Geral de 30 de Maio de 1989 foi eleita a nova Direcção da Associação Agrícola da Ilha Terceira, a qual toma posse no dia 12 de Junho de 1989, com os seguintes elementos: Paulo Alexandre da Silva Araújo Caetano Ferreira, Presidente; José Gabriel Martins Coelho Lopes – Secretário e António Garcia Martins Soares, Tesoureiro. Os suplentes da Direcção são os Senhores António Fernandes Fantasia e Félix Valadão da Rocha.

    Após várias reuniões, a Direcção decide, em 22 de Junho de 1989, contratar um funcionário para assegurar o serviço de expediente da Associação. Este entra ao serviço em finais de Julho, mais precisamente a 23 de Julho do mesmo ano. Como o volume de serviço começa a aumentar, entra também ao serviço uma nova funcionária em finais de Agosto. Houve, também, vários técnicos que realizaram o estágio de final de curso nesta Associação, alguns dos quais passarão a pertencer, mais tarde, ao quadro da mesma.

    Após decisão da Direcção, foram nomeados delegados de freguesia de forma a poderem ter um contacto mais directo com a lavoura, os quais reúnem pela primeira vez em 20 de Setembro de 1989.

    Em reunião de Direcção de 11 de Dezembro de 1989, é decido aumentar os serviços prestados aos sócios, nomeadamente os serviços de análises de terra, consultores jurídico e técnico, etc. A partir de 9 de Janeiro de 1990 todos os associados poderão contar com o apoio jurídico de um advogado avençado para o efeito.

    Na reunião de Direcção de 3 de Julho de 1990 o Senhor António Garcia Martins Soares pede a sua demissão, tendo sido aceite. Contactado o primeiro substituto o Senhor Dr. António Fernandes Fantasia, que por motivos de ordem profissional não pode aceitar, toma posse no cargo, no dia 1 de Julho de 1990, o Senhor Félix Valadão da Rocha.

    Em 31 de Outubro de 1990 a AAIT inicia o serviço eventual de exportação de gado, indo este para um leilão em Palmela.

    Em Setembro de 1991, a Direcção decide proceder à importação de luzerna desidratada, para posterior venda aos associados e lavradores em geral, de modo a fazer face à falta de forragem que haverá durante o Inverno, devido a uma prolongada seca durante aquele Verão. Como a partir de agora, passam a ser exigidas a alguns agricultores a elaboração de Contabilidades Agrícolas é contratada mais uma funcionária, para o efeito, que inicia as suas funções em meados de Outubro.

    Em 15 de Fevereiro de 1992, procede-se à eleição de nova Direcção que toma posse nodia 10 de Março de 1992. O Presidente é o Senhor Paulo Alexandre da Silva Araújo Caetano Ferreira, o Secretário é o Senhor José Valdemiro Melo Cota e o Tesoureiro o Senhor Félix Valadão da Rocha. Os Suplentes da Direcção são os Senhores Manuel Linhares Gomes  e Francisco Tiago Rocha Nunes.

    Consta também da ordem de trabalhos da Assembleia, a apresentação e aprovação do PROAGRI, pelos associados. Este projecto terá início em Outubro do corrente, ficando então ao seu serviço uma equipa constituída por três funcionários administrativos e quatro técnicos, para além do consultor jurídico, o Dr. Fernando Rocha e do jornalista João Manuel Aranda e Silva que é o Redactor Principal que dará apoio ao Jornal da AAIT, tendo este a sua primeira edição no mês de Fevereiro de 1993.

    A Associação Agrícola da Ilha Terceira passa então a ter à disposição dos associados, para além dos serviços já mencionados, o serviço de Vulgarização nas áreas da Contabilidades Registo e Projectos, das Pastagens, Silagens e seu Maneio, dos Milhos e Outonos; o Apoio técnico e jurídico; a Publicação do Jornal da AAIT; a elaboração de projectos de investimento e contabilidades agrícolas; Promoção da exportação de gado bovino no intuito de regularizar preços e mercados; Promoção e realização de feiras e concursos agro-pecuários

    Na Assembleia Geral de 8 de Outubro de 1993 demite-se do seu cargo, o Senhor José Valdemiro Melo Cota, tomando posse no mesmo cargo no dia 9 do mesmo mês, o substituto Manuel Linhares Gomes.

    A 20 de Março de 1994 a Associação Agrícola da Ilha Terceira assina um protocolo de colaboração com os Serviços de Desenvolvimento Agrário da Terceira para o Serviço de Máquinas.

    No dia 3 de Março de 1995 eleições de novos corpos gerentes que tomam posse a 9 de Março de 1995. O Presidente da Direcção é então o Senhor Francisco da Rocha Pereira, o Secretário o Senhor Domingos Aldiro Enes Martinho e o Tesoureiro o senhor João de Meneses Gomes de Aguiar. Como Suplentes da Direcção temos os Senhores Manuel Linhares Gomes e José Narciso Contente Borba. Como Presidente da Assembleia Geral temos o Senhor José Gabriel Martins Coelho Lopes e o Presidente do Conselho Fiscal é o Senhor Carlos António da Rocha Barcelos.

    Nesse ano de 1995, comemorou-se pela primeira vez o Dia do Agricultor, e ainda, sob total responsabilidade da Associação Agrícola da Ilha Terceira, realizou-se a primeira edição da Feira AGROTER- Exposição Agro-Comercial da Ilha Terceira.

    Aos 23 dias do mês de Outubro de 1997, na cidade de Angra do Heroísmo, o Secretário Regional da Agricultura, Pescas e Ambiente, em representação da Região Autónoma dos Açores, e Francisco da Rocha Pereira, em representação da Associação Agrícola da Ilha Terceira, outorgam, neste auto a cessão dos poderes de uso e fruição dos estabelecimentos do Instituto de Apoio Comercial à Agricultura, Pecuária e Silvicultura - IACAPS, sito na ilha Terceira nomeadamente, o edifício principal e armazém paralelo à Avenida Álvaro Martins Homem nº 31 - 9700 Angra do Heroísmo, descrito na matriz predial nº 1.173, a actual sede da AAIT e uma casa composta por rés-do-chão, com a área de 339 m2 e logradouro com 80 m2, descrita na matriz predial urbana, sob o artigo nº 1.680, sita ao Caminho do Cemitério -  Praia da Vitória.

    Aos 15 dias do mês de Abril de 1998, tomaram posse os novos orgãos sociais da Associação, eleitos em Assembleia Geral realizada no dia 3 de Abril de 1998, para o triénio de 1998/2000. O Presidente da Direcção é o Senhor Paulo Alexandre da Silva Araújo Caetano Ferreira,  o Secretário o Senhor Carlos António da Rocha Barcelos e o Tesoureiro o Senhor José Gabriel Martins Coelho Lopes. Como suplentes da Direcção temos os Senhores Paulo Manuel Simões Ferreira e António Graciliano do Couto Rocha. O Presidente da Assembleia Geral foi o Senhor Isolino Manuel de Menezes Monteiro e o Presidente do Conselho Fiscal o Senhor Manuel Amaro Ponceano Pacheco

    Em 1999 inicia-se o serviço de Contraste Leiteiro com 4 contrastadores e a cerca de 40 explorações.

    Aos 13 dias do mês de Março de 2001 tomaram posse os novos órgãos da Associação para o triénio 2001/2003, eleitos em Assembleia Geral realizada no dia 9 de Março de 2001. O Presidente da Assembleia Geral é então o senhor Isolino Manuel Meneses Monteiro e o Presidente do Conselho Fiscal, o Senhor João Parreira Cardoso Pires. A Direcção ficou assim constituída: como Presidente o Senhor António Lima Cardoso Ventura, oSecretário, o Senhor Carlos António da Rocha Barcelos e o Tesoureiro, Senhor Paulo Manuel Simões Ferreira. Como Suplentes da Direcção, os Senhores Francisco Rodrigues Ferreira e o Senhor Dinis Drumond Santos.

    Em 2001foi inaugurado o restaurante da Associação Agrícola da ilha Terceira, sito ao recinto da Feira, na Vinha Brava.

    Em 2003 foi estabelecido um protocolo com a Secretaria Regional da Agricultura e Pescas que permitiu a transferência de um funcionário do SERCLAT, com formação na área de calibração de máquinas de ordenha, o que permitiu a esta Associação a criação do serviço de manutenção de equipamentos de ordenha. Foi também assinado um protocolo com o Carrefour para disponibilização de informação sobre a União Europeia

    No dia 10 Outubro de 2003 realizou-se uma Assembleia Geral Extraordinária onde foi aprovada a alteração do Nº. 1 do Artigo 17º dos Estatutos da Associação Agrícola da Ilha Terceira que definiu que a duração dos mandatos dos titulares da Mesa da Assembleia-geral, da Direcção e do conselho Fiscal é de três anos, coincidindo sempre o seu terminus com o fim do ano civil e deixando de ser permitida a sua reeleição para um terceiro mandato consecutivo, salvo autorização especial da Assembleia-geral.

    A Eleição dos corpos gerentes para o triénio 2004-2006 verificou-se no dia 19 de Dezembro de 2003, tendo sido reeleitos os mesmos órgãos sociais do mandato anterior. O Presidente da Assembleia Geral é então o senhor Isolino Manuel Meneses Monteiro e o Presidente do Conselho Fiscal, o Senhor João Parreira Cardoso Pires. A Direcção ficou assim constituída: como Presidente o Senhor António Lima Cardoso Ventura, oSecretário, o Senhor Carlos António da Rocha Barcelos e o Tesoureiro, Senhor Paulo Manuel Simões Ferreira. Como Suplentes da Direcção, os Senhores Francisco Rodrigues Ferreira e o Senhor Dinis Drumond Santos.

    Em 2004, a Comemoração do Dia do Agricultor culminou com a I corrida do Agricultor, momento de convívio em torno de uma festa tradicional terceirense- A Festa Brava.

    A Associação estabeleceu também vários protocolos com a Secretaria Regional da Agricultura e Florestas e com a Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo e Grater para a criação de vários cursos de formação profissional, tendo já sido ministrados 2 cursos de Classificação morfológica de gado leiteiro, 2 cursos de preparação de animais para exposições e concursos, 3 cursos de iniciação à informática para agricultores e curso de podologia.

    Criou-se ainda neste mandato ainda os Serviços de Topografia, Solicitador e de Venda Directa de Carne do Produtor ao Consumidor

    De acordo com os Estatutos e a Legislação aplicável, a 29 de Setembro de 2004, procedeu-se à substituição do Sr. Presidente da Assembleia Geral, o Sr. Isolino Manuel Meneses Monteiro pelo mesmo ter falecido pelo membro da mesma lista em lugar imediatamente seguinte o Sr. Hélio Toledo Gonçalves. Consequentemente todos os outros Membros subiram uma posição. Ainda neste mandato nos termos do artigo 30 dos Estatutos e por motivo de indisponibilidade definitiva do então Presidente da Direcção, Sr. António Lima Cardoso Ventura, procedeu-se à sua substituição pelo membro da mesma lista em lugar imediatamente seguinte subindo todos consequentemente uma posição. Ficou assim, a Direcção constituída da seguinte forma: Sr. Carlos António da Rocha Barcelos, Presidente da Direcção, o Sr. Paulo Manuel Simões Ferreira, Secretário da Direcção e o Tesoureiro da Direcção, o Sr. Francisco Rodrigues Ferreira. O suplente da Direcção é o Sr. Dinis Drumonde dos Santos

    Em 2005, foi criado o serviço de apoio médico aos associados, os quais passaram a ter disponível de forma gratuita e na sede da sua Associação, a possibilidade de rastreio e tratamento de doenças relacionadas com a sua actividade.

    Actualmente a Associação Agrícola da Ilha Terceira dispõe de 11 funcionários e desenvolve as seguintes actividades:

    - Apoio Técnico;                                             

    - Elaboração gratuita de Projectos de Investimento;

    - Elaboração gratuita de Reformas Antecipadas;

    - Realização de Contabilidades Agrícolas;

    - Contraste Leiteiro a 110 explorações;

    - Serviço Médico gratuito

    - Cursos de Formação Agrícola Profissional;

    - Organização de Palestras, Seminários, Jornadas e Outros Eventos;

    - Apoio Jurídico;

    - Serviço de Solicitador;

    - Manutenção da Máquina de Ordenha;

    - Actualização do SNIRB e do Caderno das Boas Práticas Agrícolas;

    - Funcionamento da Praça do Gado;

    - Promoção do abate de gado bovino no intuito de regularizar preços e mercados;

    - Publicação do Jornal da AAIT;

    - Promoção e Apoio à Realização de Análises de Terra;

    - Promoção e Realização de Feiras e Concursos Agro-Pecuários;

    - Organização de Visitas a Explorações e a Feiras Nacionais e Internacionais.

     

    - Representa os seus associados no:

     
    - Conselho Regional de Concertação Social
     
    - Plano Regional do Ordenamento do Território Agrícola - PROTA
     
    - Comissão Venatória da Direcção Regional de Florestas
     
    - Comissão Vitivinícola Regional dos Açores - CVRAçores
     
    - Comissão Consultiva par a Classificação de Leite
     
    - Conselho de Ilha.
     

    Intervenção junto dos Orgãos de Poder Central, Regional e Autárquico, de empresas públicos e privadas, na defesa dos interesses da agricultura da Terceira.

    É também associada de outras organizações como:

    - CAP - Confederação dos Agricultores de Portugal pertencendo actualmente ao Conselho da CAP
    - ACAP - Associação Central da Agricultura Portuguesa e Sócia Fundadora da FAA - Federação Agrícola dos Açores e GRATER - Associação de Desenvolvimento Regional das Ilhas Terceira e Graciosa

     


    Oportunidades e vantagens exclusivas para os nossos estimados associados