Classificados

  • VENDE-SE Trator Jonh Deere 6120

    VENDE-SE

     

    Trator Jonh Deere 6120

    Com todas as alfaias necessárias à actividade agrícola

     

    Contato - 969980408

    0€


    Pedro Leal

    Técnico Apícola

    Mel : Muito mais do que um remédio, um alimento.

     

    A utilização de certos produtos alimentares como medicamentos naturais caseiros, é parte integrante da cultura secular nos Açores. Alguns desses produtos são utilizados na alimentação cotidiana, sendo também usados como medicamentos, normalmente preparados de forma diferente em xaropes, chás, infusões, ou outros tipos de preparações. Outros são utilizados quase exclusivamente como medicamentos preventivos, ou em caso de doença, categoria na qual infelizmente, aqui na Região, a maioria das pessoas ainda incluem o mel.

    O mel é historicamente um dos alimentos mais utilizados como forma de prevenção e cura de diversas doenças que afligiam os nossos antepassados, chegando a ser considerado sagrado para muitas culturas de antigamente. Há relatos da sua utilização há mais de 3.000 anos. Nos tempos antigos o seu consumo era abundante, por ser considerado promovedor de longevidade até o próprio imperador Augusto, homem robusto, afirmava que o segredo da sua boa saúde residia em usar óleo externamente e mel internamente.

    De certeza que já ouviu dizer que uma boa colherada de mel é óptima para a garganta, ou que um copo de leite morno com mel ajuda a curar as constipações, ou até que o mel com canela é muito bom para fortalecer o sistema imunitário.   Não querendo de maneira nenhuma pôr em causa os efeitos terapêuticos do mel, até porque esses estão bem estudados e comprovados pela medicina, é necessário mudar o preconceito de que o mel é apenas um remédio, que se toma quando se tem dor de garganta ou quando estamos constipados.

    O mel é essencialmente um alimento, e um alimento energético, altamente rico em nutrientes, que deve ser consumido diariamente na alimentação, de preferência em substituição do açúcar, com grandes benefícios para a saúde, por ser menos calórico e nutricionalmente muito superior ao açúcar refinado.

    De acordo com a Organização Mundial de Saúde, o mel tem mais de 70 substâncias essenciais ao organismo humano, o que o torna o alimento mais completo que existe na natureza, com surpreendentemente elevados valores vitamínicos. Um quilo deste alimento é equivalente a 50 ovos ou a 25 bananas, seis litros de leite, três quilos de peixe, cinco quilos de maçãs, 40 laranjas, 900 gramas de cenoura ou cinco quilos de ervilhas.

    Com a descoberta e vulgarização do processo de fabricar açúcar de beterraba e de cana, o consumo de mel como alimento quotidiano, caiu em desuso, com grande prejuízo para a saúde humana.

    Hoje em dia, nos Estados Unidos e em muitos países da Europa, o aumento da preocupação com uma alimentação mais saudável, está a levar a um aumento do uso do mel nas refeições.

    É importante aumentar a quantidade de mel utilizado cotidianamente na alimentação, mas é necessário ter alguns cuidados ao comprar de modo a garantirmos a qualidade e pureza do mel que estamos a consumir.

    A legislação Europeia obriga que o mel para ser vendido como tal, terá que ser puro, não podendo conter qualquer tipo de aditivos, o que por si só já nos dá algumas garantias em relação à qualidade do produto que consumimos. Mas, com a globalização e abertura dos mercados, facilmente encontramos nas prateleiras dos supermercados méis de outras proveniências que não a UE, muitas vezes intitulados de &ldquoMistura de méis da União Europeia e de países não da União Europeia&rdquo, normalmente a preços mais convidativos, mas que não nos dão garantias de qualidade e pureza, verificando-se muitas vezes que são adulterados com açúcares ou outros produtos semelhantes.

    A combinação única da flora e clima dos Açores possibilitam a produção de méis de alta qualidade, com características muito próprias, e propriedades antibacterianas muito elevadas, já comprovadas por estudos realizados pela Universidade dos Açores.

    Por diversas vezes méis produzidos na Região ganharam prémios em feiras de âmbito nacional sendo considerado, por muitos, um dos melhores do país.

    Com a qualidade comprovada dos méis que produzimos e os benefícios para a saúde que resultam da sua ingestão, não existem razões para que não consuma mais mel , Mel dos Açores.


    Oportunidades e vantagens exclusivas para os nossos estimados associados